O Reverso da Terceirização Logística

Nos países da Europa Ocidental, a terceirização logística deverá atingir perto de 75% dos gastos com logística realizados pelas empresas, enquanto que nos Estados Unidos e no Brasil esse índice não deverá ultrapassar os 60%.
Na contramão das tendências mundiais, algumas empresas, após experimentarem o fracasso em suas terceirizações logísticas, estão optando pela operação própria ou por uma operação mista, apenas terceirizando a atividade de transportes.
Outras estão cada vez mais convencidas de que a gestão logística deve ser própria, e que apenas atividades operacionais devam ser transferidas para terceiros. Sob a ótica dos prestadores de serviços logísticos não podemos esquecer que sem a gestão não há valor agregado, e que sem valor agregado, reduzimos a logística a uma commodity, e dessa forma, não existirá um lucro suficiente que permita às empresas de logística e transportes reinvestirem adequadamente em seus negócios.
Uma pesquisa realizada nos EUA em 2002 já apontava essa tendência, relatando os principais motivos apontados por essas empresas: os custos não serão reduzidos, a logística é muito importante para ser terceirizada, temos mais conhecimento em logística, o controle diminuirá, o tempo e os esforços gastos com a logística não diminuirão, os níveis de serviço prometidos não serão cumpridos e por fim, as reclamações dos Clientes aumentarão.

Muitos dos motivos acima apresentados decorrem da incorreta gestão do processo de terceirização logística, muitas vezes erroneamente, simplificados e abreviados. Há também uma grande parcela de culpa dos operadores logísticos e transportadores, que prometem muito mais do que podem cumprir ou que promovem uma acirrada e incompreensível disputa de preços que estimula as empresas a tomarem decisões incorretas.
A terceirização logística deve estar respaldada pelas diretrizes estratégicas da empresa e por isso, deve ser cuidadosamente conduzida, inclusive contando com o suporte externo de profissionais especializados. Mais do que reduzir custos, a logística é uma importante ferramenta para o aumento de vendas e de lucratividade. E além disso, um essencial instrumento para a fidelização de Clientes.
Com o adequado preparo técnico e comercial em ambos os lados, e se encarada como um processo qualitativo e de médio e longo prazo, os resultados produzidos pela terceirização logística serão fantásticos.
A terceirização logística, se bem conduzida, trará inúmeros benefícios para as empresas, tais como: transformação de custos fixos em variáveis, menor imobilização de capital em ativos fixos, redução de custos, acesso permanente a tecnologia de ponta, aumento da flexibilidade operacional, concentração em seu core business, melhores níveis de serviço, etc.
Ao decidir pela terceirização logística, tenha muito claro os critérios de seleção, os objetivos e as metas a serem alcançadas. E não esqueça que antes de tudo, a terceirização logística é uma parceria de longo prazo, e numa combinação como essa, dividem-se os bons e os maus momentos.

Ao optar pela operação própria ou mista, entenda que a sua empresa poderá estar deixando de dar um importante passo estratégico.

junho/2.005

Marco Antonio Oliveira Neves,
Diretor da Tigerlog Consultoria, Hunting e Treinamento em Logística Ltda.
marcoantonio@tigerlog.com.br

www.tigerlog.com.br 


Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br ou www.guialog.com.br .