A questão da utilização dos Paletes Plásticos vs. de Madeira

Em todo o mundo existe polêmica quanto à utilização de paletes plásticos em substituição aos tradicionais paletes de madeira. Qual a melhor opção? Qual deles oferece a melhor relação custo-benefício? Enfim, as opiniões são muito distintas, mas, de acordo com Andrew Taylor, diretor da Crofton Pallets Ltd., do Reino Unido, em matéria publicada na revista Warehouse & Logistics News, os paletes de madeira possuem mais vantagens que os seus concorrentes de plástico.
Segundo ele, historicamente, sempre se tentou convencer o usuário de que o palete de plástico é melhor através de uma lista de vantagens que este oferece sobre o mesmo produto, porém fabricado em madeira. Taylor visitou diversas empresas e percebeu que estas "vantagens" não são tão verdadeiras como se pensava. Tradicionalmente são listadas como vantagens dos paletes plásticos as seguintes características:

Existe também a questão de que os paletes de madeira oferecem problemas quando utilizados em sistemas automatizados. No entanto, é comum encontrar-se grandes empresas que utilizam paletes de madeira em seus sistemas automatizados, mas não experimentaram este tipo de problema. De acordo com Taylor, uma recente pesquisa realizada nos Estados Unidos demonstrou que 80% dos entrevistados utilizaram paletes de madeira mais de uma vez e 25% responderam que utilizou mais de 20 vezes.
Quando é necessário fazer um conserto ou a reciclagem do palete, os de madeira são mais versáteis. Eles são consertados e readequados para o propósito planejado original inúmeras vezes. Além disso, se o palete for conservado corretamenete, sua vida útil será superior a 10 anos. E quando não puder mais ser reciclado, poderá ser desmontado e suas partes aproveitadas para o conserto de outros paletes, por exemplo. Eles podem ainda ser moídos e seu pó utilizado para adubo ou ser misturado em compostos orgânicos, entre outras utilidades.
Taylor afirma que a neutralidade ambiental de um produto reciclável é melhor medida pela quantia de energia exigida para sua reciclagem e a energia térmica necessária para seu conserto ou reciclagem. Assim, se compararmos a reciclagem de um palete de madeira com o reprocessamento de latas de alumínio, recipientes plásticos, papel ou paletes plásticos, a energia exigida para os paletes de madeira é tão pouca que pode até ser considerada como imensurável.
Além de tais considerações, há também uma gama de benefícios principais que os usuários de paletes de madeira podem obter, como:

De acordo com Taylor, sempre haverá lugar para os paletes tanto de madeira quanto os plásticos, mas optar por um produto com custo muito superior a outro similar não é uma alternativa das mais recomendáveis.

1999

Wanderley Gonelli Gonçalves,
Editor da Revista Log/M&A
www.guialog.com.br          imam@imam.com.br


Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br ou www.guialog.com.br .