Administração do Tempo

Ahhh....que bom seria se o dia tivesse 30 horas...Nunca dá tempo....vivo na correria ...não vai dar tempo...tenho menos tempo hoje do que a um tempo atrás...e tantas outras frases que pronunciamos ou ouvimos alguém dizer.
Gerir o tempo se tornou uma das tarefas mais imprescindíveis e difíceis na atualidade. É uma competência fundamental ainda não trabalhada de forma eficiente pela maioria dos profissionais.
Administrar o tempo tem duas funções básicas: busca de eficácia no trabalho e uma melhor qualidade de vida.
Este tema tem se tornado essencial na medida que cada vez mais existem pressões advindas de praticamente todos os lados, mudanças na maneira de trabalhar e ver o comportamento e imprevistos, muitos imprevistos cada vez mais freqüentes provocando a necessidade de ter 30 horas no dia para que possamos resolver tudo o que precisamos.
Estas cobranças geralmente tornam o nosso dia curto e cansativo, com o estresse elevado, os nervos a flor da pele e a vontade de sumir, viajar, se enfiar em um buraco e ficar lá...quietinho, sem ninguém para incomodar.
Tentar gerenciar o próprio tempo passa por alguns caminhos fáceis de entender, mas de relativa dificuldade de aplicação, o primeiro problema é que temos que nos condicionar, o segundo, talvez é como o regime, começa na segunda e acaba na quarta-feira, ou seja, não temos o hábito de dar seqüência a nossas ações e por fim, economizar tempo...leva tempo.
Seguem alguns caminhos:

Buscar objetividade
Saber chegar na raiz do que é importante, evitar sobrecargas desnecessárias ou perder-se em detalhes que não agregam valor.


Definir prioridades
Esta é talvez a habilidade mais difícil e também a mais importante para conseguir otimizar o tempo. Temos uma limitação natural de tempo (24 horas no dia e 8 de trabalho) e uma quantidade de tarefas a desempenhar durante este tempo. Com a rotina acabamos por não exercitar a habilidade de filtrar o que é importante, aquilo que realmente é importante.

Trabalhar prioridades significa filtrar, selecionar e definir os elementos que são imprescindíveis naquele dia ou naquela semana. Termos bem claro qual será a nossa prioridade ou prioridades, ter foco, direção.

Delegar
Dividir o fardo, contar com a ajuda de outras  pessoas, evitando centralizar todas as decisões, quem não consegue delegar acaba carregando um peso excessivo e chega um momento em que o trabalho simplesmente deixa de ser produtivo e o cansaço, desânimo e o estresse elevado toma conta.

Diga não
Não assuma mais do que pode fazer, é preferível fazer menos mas com mais qualidade do que tentar abraçar o mundo e não conseguir o resultado esperado ou desejado.Nunca prometa o que não pode cumprir, isto fatalmente irá te causar desgaste e sobrecarga.

Cuide do seu estado mental e físico
É muito importante cuidar da nossa cabeça, descanse faça exercícios. Perceba que quando sua mente esta mais tranqüila e seu corpo mais relaxado as tarefas fluem melhor. Permita-se ter momentos de tranqüilidade e descanso periodicamente.

Por fim, gerir o tempo deve considerar diversos outros pontos que devem ser considerados em relação a realidade de cada um. O ponto central é: desenvolva meios de ter uma melhor qualidade de vida. Afinal, vivemos apenas uma vez, sendo assim, busque viver o melhor que puder.

 

maio/2003

Fábio Luciano Violin,
Mestre em Estratégias e Organizações - UFPR
Especialista em Planejamento e Gerenciamento Estratégico - PUC-PR

Professor universitário, palestrante e consultor de empresas.
flviolin@hotmail.com   ou  flviolin@terra.com.br


Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .