Movimentação de Materiais

Henry Ford dizia, você pode escolher o carro de qualquer cor contanto que a cor seja preta. Essa filosofia de mercado funcionava em 1908.
Hoje o consumidor é mais exigente escolhendo a cor ,opcionais, gosta de personalizar o produto que esta adquirindo, portanto devido a uma mudança comportamental radical do consumidor, levou também a logística rever todos os seus conceitos buscando alcançar a redução de custos e proporcionar as indústrias produzirem seus produtos dentro dos conceitos de manufatura enxuta.
O mercado não permite que empresas que não possuam respostas rápidas e que não sejam flexíveis sobrevivam. Logo cada vez mais as empresas tem que buscar produtividade.
Um ponto que muitas vezes passa desapercebido dentro das empresas é o fluxo da movimentação de materiais, que de bem administrado pode ser um fator de diferencial competitivo, gerando reduções de custos e ganhos em produtividade, sendo um dos quesitos para se chegar a manufatura enxuta.
Todas as vezes que fazemos movimentos desnecessários, estamos perdendo tempo, produtividade e qualidade.
Acredito que se olharmos atentamente ao fluxo existente em nossas empresas poderemos promover alguma redução de movimentos desnecessários.
Recomendamos que antes de se determinar um novo processo ou mesmo revisar os existentes, atentem para os princípios abaixo; os mesmos não são regras mas ajudam na definição de um fluxo mais contínuo da produção evitando portanto movimentos desnecessários.

Princípios da Movimentação de Materiais
Enunciamos sob a forma de princípios os pontos fundamentais que orientam a movimentação de materiais. Estes princípios (adaptados pelo Instituto IMAM do Material Handling Institute - USA) não são regras rígidas mas resultam da experiência prática e aplicação do bom senso, oferecendo resultados positivos.
Princípio do planejamento : É necessário determinar o melhor método do ponto de vista econômico, para a movimentação de materiais, considerando-se as condições particulares de cada operação.
Princípio do sistema integrado : Devemos planejar um sistema que integre o maior número de atividades de movimentação, coordenando todo o conjunto de operação.
Princípio do fluxo de materiais : É fundamental planejar o fluxo contínuo e progressivo dos materiais."
Princípio da simplificação: Devemos procurar sempre reduzir, combinar ou eliminar movimentação e/ou equipamentos desnecessários.
Princípio da gravidade : A força motora mais econômica é a gravidade.
Princípio da utilização dos espaços (Princípio da verticalização): O aproveitamento dos espaços verticais contribui para o descongestionamento das área de movimentação e a redução dos custos da armazenagem.
Princípio do tamanho da carga (Unitização): A economia em movimentação de materiais é diretamente proporcional ao tamanho da carga movimentada.
Princípio da segurança: A produtividade aumenta conforme as condições de trabalho tornam-se mais seguras.
Princípio da mecanização - automação: Usar equipamento de movimentação mecanizada ou, automático sempre que possível e viável.
Princípio da seleção de equipamento: Na seleção do equipamento de movimentação, considerar todos os aspectos do material a ser movimentado, o movimento a ser realizado e o(s) método(s) a ser(em) utilizado(s).
Princípio da padronização: Padronizar métodos, bem como tipos e tamanhos dos equipamentos de movimentação e das cargas utilizadas.
Princípio da flexibilidade: Procurar sempre equipamentos versáteis, pois o seu valor é diretamente proporcional a sua flexibilidade.
Princípio do peso morto: Quanto menor for o peso próprio do equipamento móvel, em relação a sua capacidade de carga, mas econômicas serão as condições operacionais.
Princípio do tempo ocioso: Reduzir tempo ocioso ou improdutivo tanto do equipamento quanto da mão-de-obra empregada na movimentação de materiais.
Princípio da movimentação: O equipamento projetado para movimentar materiais deve ser mantido em movimento.
Princípio da manutenção: Planejar a manutenção preventiva e corretiva de todos os equipamentos de movimentação.
Princípio da obsolência: Substituir os métodos e equipamentos de movimentação obsoletos quando métodos e equipamentos mais eficientes vierem a melhorar as operações.
Princípio do controle: Empregar o equipamento de movimentação de materiais para melhorar o controle de produção, controle de estoques e preparação de pedidos.
Príncipio da capacidade: Usar equipamentos de movimentação para auxiliar a atingir a plena capacidade de produção.
Princípio de desempenho: Determinar a eficiência do desempenho da movimentação de materiais em termos de custo por unidade movimentada.


setembro/2002

José Carlos Vilardi de Mendonça,
Engenheiro e professor do IMAM do Curso de Embalagem Industrial de Transporte e Exportação.
Tel. (0--11) 5575 1400 
  imam@imam.com.br

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .