A Embalagem vs. Exportação

A diferença cambial do Brasil, dentro do cone Sul, é algo importante para as exportações crescerem.
O cenário já está sendo construido, o governo tem acenado de forma positiva, e aguarda nossos empresários terem a visão de empreendedores e iniciar a busca de novos mercados.
Exportação não é simplesmente colocar os produtos dentro de uma caixa de papelão, colocando-a dentro de uma caixa de madeira ou conteiner e e exportá-la para o seu destino.
A missão do exportador não cessa neste ponto, sua missão só será concluída se os exportadores acompanharem a chegada de seus produtos no destino constatando que as mesmas chegaram em condições de uso. Este acompanhamento, recomendamos que seja realizado no primeiro embarque, nos demais deverá o exportador manter aberto um canal de comunicação rápida e eficaz com seu cliente.
Portanto para uma exportação bem sucedida que gere também lucro para o exportador um planejamento e desenvolvimento da embalagem torna-se de extrema importância dentro do processo de exportação.
A embalagem a ser utilizada na exportação não poderá nunca ser a embalagem normalmente utilizada no mercado local, ela deverá ser dimensionada visando atender as solicitações durante o transporte, movimentação e armazenagem que ocorrerá dentro do processo de exportação.
O custo da embalagem de exportação será, à primeira vista, elevado, mas se o exportador observar os outros custos que irão ser gerados se um produto chegar danificado verá que este custo será insignificante.
Podemos citar estes custos como sendo:
• Custos de ressarcimento do importador a ser pago pelo exportador caso o produto chegue avariado?
• Custo referente a perda da confiabilidade e imagem do exportador; Lembrem-se o seguro pode cobrir as avarias causadas durante o transporte mas não cobre a perda de produção ou venda caso o produto chegue avariado.

"Construir novamente uma confiabilidade danificada vai gerar 6 vezes mais recursos do que é necessário para adquirir a confiabilidade pela primeira vez".

Caros empreendedores não descuidem-se deste ponto chamado Embalagem, ela pode ser seu diferencial competitivo, dentro do processo competitivo de exportação.

março/2002

José Carlos V. de Mendonça,
Professor IMAM do curso Embalagem Industrial de Transporte e Exportação.
Tel. (0--11) 5575 1400   imam@imam.com.br

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .