Gerenciamento de Projetos

O mundo corrente apresenta elevado grau de competição, de mudanças, de adaptações constantes. Dentro deste contexto, os projetos vêm assumindo um papel relevante dentro das organizações. A administração participativa faz com que os projetos devam ser executados por equipes integradas, para que todas as tarefas sejam executadas com eficácia e eficiência. Para atender a estes requisitos e obter sucesso, as empresas vêm adotando a prática do Gerenciamento de Projetos.

Definições
Projeto é entendido como um conjunto de ações, executadas de forma coordenada por uma organização transitória, ao qual são alocados os insumos necessários para, em um dado prazo, atingir um objetivo .Sendo este objetivo geralmente especificado em termos de custos, tempo e desempenho. Um projeto é único, tem objetivos definidos e mensuráveis e tem um ciclo de vida.
O Gerenciamento de Projetos (GP) oferece uma visão integrada de todos os fatores envolvidos em um projeto para que sejam atingidos os objetivos assumidos. Tem um enfoque humanístico e participativo, orientado para a obtenção de resultados, com a premissa de que os resultados são atingidos por meio do trabalho de pessoas. O GP compreende a concepção de metas e objetivos do projeto, a elaboração de um plano, a execução do plano e a revisão e controle do projeto. Por fim, o GP oferece uma grande variedade de princípios, procedimentos, habilidades, ferramentas e técnicas que são necessários para que possam atingir os objetivos previamente planejados.

Ciclo de Vida do Projeto
Para que se tenha um melhor controle do projeto e se crie interdependência entre as atividades, dividem-se os projetos em algumas fases, constituindo o chamado ciclo de vida do projeto. O ciclo de vida do projeto define quais técnicas de trabalho serão utilizadas em cada fase e quais pessoas estarão envolvidas em cada fase.
Cada fase do projeto é caracterizada por um completar um ou mais “marcos”. Os marcos são resultados de trabalhos que podem ser verificados e medidos, por exemplo, um estudo de viabilidade ou a elaboração de um protótipo. A conclusão de uma fase do projeto é caracterizada pela revisão dos trabalhos e dos padrões de desempenhos, para determinar se o projeto terá continuidade e detectar e corrigir os desvios.
Existem diferentes versões para o ciclo, desde que as que contêm poucas fases até aqueles que contém mais de uma dezena, dependendo do que se considera como uma fase distinta ou um componente delas. Além disso, depende do tipo de projeto e da complexidade envolvida, o que gera a necessidade de um detalhamento minucioso das fases do projeto.

Processos de um Projeto
Os processos de gerenciamento de projetos descrevem e organizam o trabalho do projeto. Eles são aplicáveis à maioria dos projetos durante todas as suas fases.Os processos podem ser divididos em:
I. Processo inicial, é o início do projeto ou de uma fase.
II. Processo de planejamento, onde se planeja organiza o trabalho para cumprir as necessidades do projeto ou da fase.
III. Processo de execução, onde os trabalhos são executados.
IV. Processo de controle, que tem por objetivo ajustar o realizado, durante a execução, com o planejado. v. Processo de encerramento, onde o projeto ou fase é aprovado formalmente, e então encerram-se as atividades, realocando-se os recursos.
Áreas de conhecimento de GP
Segundo o PMBOK (Project Management Body of Knowledge), o GP pode ser classificado em 9 áreas de conhecimento:
I. Gestão de integração. Esta área inclui os processos necessários para assegurar que os elementos de projeto estão coordenados apropriadamente.
II. Gestão do escopo. Inclui todos os processos necessários para garantir que o projeto contém todo o trabalho necessário, e somente o trabalho necessário, para completar o projeto com sucesso.
III. Gestão de prazos. São os processos necessários para assegurar a conclusão dos trabalhos no prazo planejado.
IV. Gestão de custo. Inclui os processos necessários para assegurar que o projeto será completado com as metas de custo e orçamento planejados.
V. Gestão da qualidade. Contém os processos necessários para assegurar satisfazer as necessidades empreendidas no projeto.
VI. Gestão de recursos humanos. Consiste em otimizar a utilização dos recursos humanos envolvidos no projeto.
VII. Gestão de documentação técnica. Contém os processos necessários para assegurar a geração, coleta, disseminação, armazenamento e disponibilização das informações no prazo certo e com acuracidade.
VIII. Gestão de riscos. Inclui os processos para identificar, analisar e responder pelo risco do projeto.
IX. Gestão de aquisições. Inclui os processos para aquisição de recursos e serviços de terceiros.
Gerenciamento de Projetos em Desenvolvimento de Produtos
O processo de desenvolvimento de produto compreende várias fases e suas atividades e utiliza diversos recursos, sendo realizado por uma organização específica (muitas vezes também transitória). Conforme o autor e o tipo de empresa/produto essas fases e atividades correspondentes recebem diversas denominações diferentes (conceituação, projeto, detalhamento, processo, homologação, por exemplo).
Assim, o processo de desenvolvimento de produtos pode ser encarado como um projeto amplo e complexo, sendo portantanto factível de ser gerenciado.O gerenciamento de projetos é uma ferramenta para atingir rapidez, eficiência e baixos custos em desenvolvimento de produto. Neste processo, o GP deve conciliar e otimizar a utilização dos recursos (tempo, custo, pessoas, equipamentos etc), coordenando e integrando todas as atividades, recursos e pessoas pertinentes a um projeto, para que sejam atingidos os seus objetivos.
Alguns aspectos devem ser observados, como a integração entre o gerente e sua equipe, a delegação de autoridade no projeto, a incorporação de fornecedores, clientes e contratados em uma única equipe etc assim como a qualidade, o controle, a documentação e os riscos. Todo o projeto deve ser estudado, organizado e executado com a total visão do ciclo de vida do projeto e também do produto, visando a manutenção e serviços associados.

Consultar também modelos de referência de desenvolvimento de produtos e conceitos de engenharia simultânea.


Sandro Giovanni e Prof. Rozenfeld

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .