Por que a Armazenagem não acabará?

Por muitos anos, os experts em Logística previram que o crescente uso do Just-in-time, ECR e Reabastecimento Contínuo, Cross Docking, Inventário zero, significariam um declínio na necessidade de Armazenagem. Alguns foram mais longe dizendo que a utilidade da armazenagem já definhou, assim como a régua de cálculo, máquina de escrever ou mimeógrafo.
Vejo claramente que a armazenagem não está extinguida como os peritos previram.
Vejam as comunicações. Quando a televisão chegou, não acabou com o rádio. Quando o rádio chegou, ele não acabou com os jornais.
Considere a Internet. Milhões de pessoas agora estão conectadas a estes serviços, onde podem acessar muitas informações que costumam estar disponíveis apenas em livros, revistas ou jornais. Embora as livrarias e editoras ainda continuam existindo.
Agora olhe para a sua mesa, a qual esteja provavelmente coberta por papéis, - apesar do fato que você provavelmente usa um dos milhões de computadores que supostamente cessariam um "escritório sem papéis".
Muitas tecnologias novas se somam em vez de substituir a lista de opções que as pessoas consultam. E as tecnologias de inventário e armazenagem não são exceção.
Apesar do crescente uso de técnicas de minimização do inventário, o uso da armazenagem esta se mantendo provando que ainda existem muitos casos onde as empresas devem depender de estocagem a longo ou curto prazo para atender suas demandas logísticas.
Outro motivo pelo qual acredito que a armazenagem continuará sendo essencial por longo tempo é o desafio logístico de operação num ambiente Just-In-Time puro ou de reabastecimento contínuo.
É necessária uma grande quantidade de infra-estrutura organizacional e acuracidade para prever suas demandas em... e poucas empresas são perfeitas o suficiente para serem capazes de fazerem isto com 100% de seus produtos 100% do tempo.
Mesmo que sua empresa seja esta perfeição, seus fornecedores ou seus clientes provavelmente não são, e como são uma importante parte de seu canal de suprimento, isto significará que você terá que usar a armazenagem com segurança pelo menos parte do tempo.
E então vem a questão da confiança.
Nosso maior receio como profissionais da Logística é não ter o produto quando necessário. Tais atrasos podem custar milhares ou mesmo centenas de milhares de Reais.
E mesmo quando os atrasos não são falha nossa.
Geralmente somos a função responsável.
Acho que é por isso que manter estoque de segurança disponível é uma prática comum na profissão Logística. Isto nos faz sentir maior controle sobre nosso destino, porque não somos totalmente confiantes nas funções a nossa frente no canal de abastecimento.
O uso de sistemas de informações tem feito muito para diminuir esta prática, porque melhor informação sobre onde está o produto e quando estará disponível ajudou a criar confiança e cooperação entre os vários componentes do canal de suprimentos. Contudo alguns antigos hábitos são difíceis de eliminar.
Mesmo que você não mantenha inventário, seus fornecedores ou clientes provavelmente terão. E enquanto alguém ainda sentir a necessidade de estoque de segurança, deve haver um lugar onde este estoque seja guardado e processado - um local como um armazém.
Enquanto existir inventário para movimentar ou gerenciar, os armazéns continuarão exercendo um papel chave na prática da Logística - mesmo que seja um papel ligeiramente diferente do que aquele originalmente planejado. Portanto se você deseja agregar valor a sua Cadeia de Abastecimento, talvez devesse dedicar um pouco menos tempo tentando fazer seus armazéns desaparecerem e um pouco mais de tempo de planejamento como fazer eles trabalharem para você.


Reinaldo A. Moura,
Engenheiro com pós graduação em Engenharia da Produção. Fundador e Diretor do Instituto IMAM, Chefe das Missões Técnicas do IMAM à Ásia. Consultor e Instrutor da IMAM Consultoria, com especialização em Logística, Engenharia Industrial, Movimentação de Materiais, Produtividade e Qualidade. Autor de diversos livros publicados pelo IMAM.
www.imam.com.br    imam@imam.com.br 

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .