Está mudando o perfil das empresas que utilizam logística

Na seção "Dicionário Log" do Guia Log defino a logística como sendo o sistema de administrar qualquer tipo de negócio de forma integrada e estratégica, planejando e coordenando todas as atividades, otimizando todos os recursos disponíveis, visando o ganho global no processo no sentido operacional e financeiro. Com esta definição podemos notar que serve para ser utlizida em qualquer ramo de atividade e não somente para transportes, distribuição e produção, como muitos pensam. Aliás é interessante ver que cada um enxerga a logística de um jeito e até a chamam muitas vezes de "logística integrada", quando querem dizer que está agindo na empresa em vários setores. Na verdade, dizer logística integrada é redundante, pois a logística tem como característica principal de ser integradora. O importante é que cada vez mais seu conceito tem sido compreendido e utilizado, fazendo com que seja o grande diferencial de performance para o sucesso das empresas.
Nós que somos profissionais de logística, consequentemente ganhamos muito com isso, pois de repente ficamos muito valorizados no mercado e procurados pela imprensa, que de uma maneira geral quis entender mais sobre esta "novidade" que veio junto com o e-commerce.
Qualquer empresa que vendia pela Internet, achava que era só vender pela tela, confirmar o pagamento e depois sim ia providenciar o atendimento, como correr atrás do produto, adquirir e despachar pelo correio. Saber se realmente tinha estoque daquele item, separar, embalar, etiquetar, despachar, acompanhar (monitorar) a entrega e administrar a logística reversa em caso de troca, era puro detalhe. Muitas empresas ponto com que trabalhavam assim, fecharam e só sobreviveram as que adequaram rapidamente a sua logística, passando a ter um domínio completo de toda a sua cadeia de abastecimento. Foi aí que esta palavra apareceu em todos os meios de mídia, pois a notícia era "a culpa de não entregar os itens comprados no prazo é da logística". Na verdade a culpa era pela falta de logística nas empresas.
Hoje em dia, os benefícios de uma logística bem feita, já estão tão reconhecidos e valorizados, que todos os setores já estão aderindo a esta maneira de administrar seus negócios.
Enquanto no passado ter departamentos ou profissionais de logística era coisa de empresas do setor de transportes e produção, hoje podemos notar que muitas instituições financeiras, hospitais, grandes magazines e outros setores estão procurando profissionais de logística para adequarem suas administrações.
Em uma cidade como São Paulo, os profissionais de logística trabalhavam mais retirados dos centros de escritórios, pois as fábricas e transportadoras se situam na periferia e cidades da grande São Paulo. Hoje com a mudança de perfil das empresas solicitantes de profissionais de logística, é comum vê-los trabalhando nas regiões da Paulista (coração financeiro de São Paulo), Faria Lima, Itaim Bibi, Vila Olimpia (região das ponto com de São Paulo), Berrini, Centro Empresarial, etc.
Até para as consultorias especializadas em projetos de logística, houve uma mudança de perfil de consultas e clientes. Muitas que ministram cursos ligados ao setor e escolas de logística puderam notar a presença de participantes de outros departamentos, que no passado nunca frequentariam tais cursos.
Há dois anos e meio atrás, moradores do edifício onde moro, souberam que eu era profissional de logística e me convidaram para participar como candidato a síndico, já que estavam descontentes com a administração do então síndico e com os consecutivos aumentos de condomínio, que não viam reverter em obras necessárias e para as devidas manutenções. Nunca tinha pensado em ser, mas aceitei concorrer e encarar mais este desafio. Ganhei com 3 vezes mais votos do que o concorrente a reeleição. Tive muito trabalho no começo, pois pude verificar ao assumir, a péssima administração que estava sendo feita. Com a visão sistêmica de um profissional de logística, fiz todas as pequenas e grandes obras necessárias e outras visando economia, obedecendo uma ordem de prioridade, já que tinha como meta fazer tudo sem onerar ainda mais os condôminos. Conclusão, nos dois anos de gestão consegui fazer tudo e durante este período não houve aumento de condomínio. Só para exemplificar melhor, em 1999, instalei sensores de presença nas garagens, que ficavam acesas 24 horas e lâmpadas frias em todas as áreas cobertas do térreo. Estas duas obras geraram uma economia de 45% no consumo de luz do edifício. Em fevereiro de 2001 fui reeleito. No dia 05/06/2001 o edifício foi matéria do telejornal da TV Cultura (emissora paulista), como sendo um exemplo de edifício que teve visão de economia e racionamento.
É esta visão que faz o grande diferencial dos profissionais de logística, de não esperar a coisa acontecer para depois só ficar "apagando incêndio".
Eu que criei e sou sócio da empresa que mantém um Portal de Logística na Internet, notei as mudanças bem de perto e fiquei feliz, já que por mais de 22 anos trabalho no setor e ao longo deste período escrevi vários artigos a respeito. Acho que ajudei de certa maneira a disseminar a logística no Brasil, e portanto me sinto também responsável pelo sucesso que ela representa agora, com o reconhecimento que conquistou, de ser o novo diferencial empresarial na administração dos negócios. 

junho/2001

Marcos Valle Verlangieri,
Diretor da Vitrine Serviços de Informações S/C Ltda.,
empresa que criou e mantém o www.guiadelogistica.com.br .

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .