Você é um profissional - ou só reclama?

Sua equipe está recheada de profissionais, ou de gente que só reclama? E você: em qual das duas categorias acha que se encaixa?
De acordo com Dave Anderson, da Dave Anderson Coorporation (www.learntolead.com), aqui estão 10 características que separam claramente os dois tipos. Leia a lista e, se encontrar alguma coisa que você esteja fazendo negativamente, comece imediatamente a mudar.
1) Reclamões apontam continuamente para coisas que estão erradas na empresa, e defeitos nos seus colegas. Profissionais também apontam erros – entretanto, com uma grande diferença: eles também oferecem idéias e soluções para melhorar.
2) Reclamões têm uma mentalidade de escassez. Cada vez que alguém faz uma grande venda, recebe uma bonificação, um aumento ou um computador novo, reclamões acham que acabou a riqueza do mundo e eles nunca mais poderão receber algo de bom. Por outro lado, profissionais têm a mentalidade da abundância. Eles sabem que existe muita riqueza no mundo, totalmente disponível para todos que trabalham duro e fazem um bom trabalho.
3) Reclamões culpam coisas fora do seu controle e nunca assumem a responsabilidade sobre coisas que realmente podem controlar. Profissionais mantêm o foco estritamente nas coisas que podem controlar, e fazem o melhor para garantir seus resultados nessas áreas. Se não conseguem os resultados planejados, assumem toda a culpa, sem ficar inventando desculpas ou jogando a culpa nos outros.
4) Reclamões trazem seus problemas pessoais para o trabalho e fazem com que todos na empresa saibam o que está acontecendo, afetando negativamente a sua performance. Profissionais também têm problemas, mas eles sabem que seu lugar é fora do trabalho. Eles não dizem ou contam coisas que podem distrair ou deprimir outros funcionários, e afastam-se rapidamente daqueles que fazem isso.
5) Reclamões esperam que as coisas aconteçam. Profissionais fazem as coisas acontecerem. Eles estão continuamente colocando coisas em movimento, para que as metas que querem realizar sejam alcançadas o mais breve possível.
6) Reclamões usam a rejeição como desculpa para desistir. Profissionais usam a rejeição como a validação de que estão fazendo algo diferente, sabendo que leva um certo tempo para quebrar a inércia e preguiça das pessoas e, no processo, aproximam-se cada vez mais de suas metas.
7) Reclamões são sempre pessoas que dão o mínimo e esperam o máximo. Fazem o mínimo possível de esforço, e por mágica esperam de volta o máximo de resultados. Já os profissionais são o contrário: esforço máximo e expectativas mínimas. Profissionais fazem muito mais do que a obrigação e esperam nada em troca – embora sempre acabem sendo reconhecidos.
8) Reclamões somente dão duro quando estão com vontade. Profissionais trabalham duro todos os dias, de forma dedicada e persistente. Eles fazem tudo ao seu alcance e não se enganam (nem a empresa) fazendo corpo mole.
9) Reclamões têm a ‘Síndrome do Eu’. Eles são viciados nas suas próprias expectativas e somente pensam neles mesmos. Profissionais sabem que para alcançar o sucesso precisamos trabalhar em equipe, e que as necessidades do grupo sempre vêm antes do que as necessidades pessoais.
10) Reclamões precisam de motivação contínua. São pessoas que precisam de manutenção alta e atenção contínua. Profissionais são aqueles que motivam – com palavras, gestos ou exemplos. Não apenas cruzam a linha de chegada, mas fazem questão de trazer o máximo possível de pessoas junto, compartilhando as alegrias da vitória.
E aí: que nota você se deu? E as pessoas que trabalham com você? Descobriu algumas áreas onde você pode melhorar? Trabalhe nessas áreas e melhore rapidamente – você vai descobrir que profissionais, além de se divertir mais, também ganham muito mais dinheiro do que reclamões.


Raúl Candeloro,
Autor dos livros Venda Mais e Negócio Fechado,
é palestrante, editor da revista Técnicas de Venda e
responsável pelo site VendaMais

www.vendamais.com.br    candelo@zaz.com.br

Esta página é parte integrante do www.guiadelogistica.com.br .